Oliveirense 2-2 Académica

Académica já está no Jamor

A Oliveirense esteve por duas vezes em vantagem no jogo desta noite, mas os estudantes foram atrás do prejuízo.

academica--

Está encontrado o primeiro finalista da edição 2011/12 da Taça de Portugal. A Académica conseguiu um primoroso empate a dois golos no terreno da Oliveirense para seguir rumo ao Jamor, o qual juntou à vitória em Coimbra. Resultado das duas mãos: 3-2.

A Oliveirense ainda sonhou com ser um ‘tomba-gigantes’ e ser a única equipa da Honra a conseguir chegar à final. Aos 18 minutos, Clemente aproveitou da melhor forma um lançamento para a área, rematando rasteiro para o 1-0. Uma euforia que durou pouco, já que dois minutos depois, Marinho deu o melhor seguimento a uma bola perdida, rematou colocado e a Académica estava de novo mais perto do Jamor.

Os jogadores estavam sedentos de golos e o terceiro não tardou. O defesa dos estudantes Helder Cabral fez falta na grande área e Adriano, o ex-avançado do FC Porto, não perdoou.

Antes do intervalo, houve duas boas ocasiões, uma para cada lado: aos 40’, Oliveira atirou uma ‘bomba’ e logo depois Cédric fez o guarda-redes da Oliveirense brilhar.

O golo que garantiu a passagem à final estava guardado para o minuto 55. De novo Marinho, após uma grande jogada. Adrien lançou Diogo Valente, que olhou, centrou para o centro da área e encontro Marinho.

Aos 76’, Ivan Santos fez tremer a baliza da Académica e pouco depois Marinho tentou o chapéu a Bruno, que conseguiu ainda segurar. Já com tudo decidido, a Oliveirense, aos 93’, ficou reduzida a 10 jogadores, por expulsão de Rui Lima.

A Académica espera agora pelo vencedor do Nacional-Sporting.  Desde a época 1968/69 que os estudantes não chegavam a uma final da Taça de Portugal. Nessa temporada, perderam o troféu para o Benfica, por 2-1, após a marcação de grande penalidades.


© ÓrbitanewsSport 2011