Armindo Araújo

Armindo Araújo e Mini Portugal em pleno no WRC

O português, que já se encontra na Suécia a preparar a segunda prova do calendário, terá a companhia do brasileiro Paulo Nobre na WRC Team Mini Portugal para os restantes 12 ralis, anunciou a sociedade inglesa Prodrive, responsável pelo programa competitivo da marca.

mini--

O piloto Armindo Araújo e a equipa Mini Portugal vão competir em todo o Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) de 2012, o que reforça a presença da marca inglesa na competição, foi esta segunda-feira anunciado.

O português, que já se encontra na Suécia a preparar a segunda prova do calendário, terá a companhia do brasileiro Paulo Nobre na WRC Team Mini Portugal para os restantes 12 ralis, anunciou a sociedade inglesa Prodrive, responsável pelo programa competitivo da marca.

«A excelente ligação que criámos durante a temporada passada e o trabalho que efetuámos até aqui permitiu garantir um programa completo no Campeonato do Mundo de Ralis e a criação da equipa Mini Portugal», afirmou em comunicado Armindo Araújo.

O piloto português confessou estar «muito satisfeito» com a confiança que lhe foi depositada e preparado «para dar o máximo neste novo desafio», depois de ter participado no Rali de Monte Carlo, prova de abertura do Mundial, em janeiro, inscrito pela Armindo Araújo World Rally Team.

Em Monte Carlo, o espanhol Dani Sordo, ao volante de um outro Mini, conseguiu um excelente segundo lugar, logo atrás do campeão Sebastien Loeb, em Citroen, garantindo o terceiro pódio em sete possíveis da marca inglesa em 2011, apesar do programa reduzido em termos de investimento.

A BMW, proprietária da marca inglesa, anunciou hoje a aceitação da Mini Portugal como representante semiprivada no Mundial de Construtores, embora a Prodrive avance para o WRC de 2012 sem grande apoio da empresa alemã.

David Richards, responsável pela Prodrive, disse à agência France Press que «não é muito evidente» a fórmula de apoio da BMW, e falou em «divergências no seio da direção da BMW sobre as estratégias a adotar no desporto automóvel em 2012 e a maneira de dividir o dinheiro disponível».

«O seu compromisso com o DTM [campeonato alemão de viaturas de turismo Mercedes e Audi] vai condicionar o investimento», admitiu David Richards.


© ÓrbitanewsSport 2011