Man. City 4-0 FC Porto

FC Porto goleado no adeus à Liga Europa


O FC Porto perdeu esta tarde com o Manchester City, por 4-0, e disse adeus à Liga Europa, depois da derrota sofrida na primeira mão no Dragão. Aguero, Dzeko, Silva e Pizarro assinaram os golos ingleses.

fcport

O FC Porto estava obrigado a quebrar a sua maldição em Inglaterra para ainda sonhar com a continuidade na Liga Europa. Sem nunca ter vencido em solo inglês, a equipa de Vítor Pereira acabou goleada por 4-0 pelos ‘citizens’. Uma tarde inglória para os dragões, que não mereciam um resultado tão desnivelado.

A história da eliminação começou a ser escrita logo aos vinte segundos. Aguero aproveitou um erro clamoroso de Otamendi e fez o 1-0 ainda antes de se cumprir o primeiro minuto. Melhor era impossível para o City. E o que já era difícil, mais complicado ficou para o FC Porto.

fcport-

Os campeões nacionais não se atemorizaram e lançaram-se no ataque. A ousadia teve o custo da imprudência e a defesa pagou com golos os espaços e erros concedidos a favor do ataque dos ‘citizens’.

Enquanto o FC Porto atacava, o City lançava venenosos contra-ataques, que faziam tremer sempre a defesa azul e branca. Yaya Touré, aos 15’, Aguero, aos 28’, e os dois jogadores, aos 40’, tiveram oportunidade de dilatar a vantagem, mas o resultado não se alterou até ao intervalo.

No segundo tempo, acentuou-se o perfil italiano da equipa de Roberto Mancini. Cínica e calculista, esperou pelos erros – demasiados, esta tarde – dos dragões. O FC Porto regressou com garra do intervalo, mas à medida que o tempo passava, crescia a impressão de que não haveria golos na baliza de Joe Hart. Aos 57’, James ainda o conseguiu, mas o lance foi invalidado por fora de jogo.

fcpor-

Aos 77’, o City concretizou as ameaças que já tinha deixado e Dzeko fez o 2-0, perante o desamparado Helton. O FC Porto ainda protestou um alegado fora de jogo do bósnio, mas a única consequência foi a expulsão de Rolando.

A jogar com 10, o descalabro tornou-se inevitável e David Silva e Pizarro, aos 83’ e 85’, elevaram para uma pesada goleada o adeus portista à Liga Europa, um título que defendiam da época notável com André Villas-Boas. O ex-técnico do FC Porto estava na bancada ao lado de Pinto da Costa, mas nem a sua presença contagiou a equipa portista para a reviravolta.

O Manchester City segue assim para os oitavos de final, onde poderá medir forças com o Sporting, caso os leões afastem amanhã o Légia Varsóvia.


© ÓrbitanewsSport 2011