Milan 0-0 Barcelona

Muralha milanesa anula Barcelona


Sem golos, assim terminou mais um grande clássico do futebol europeu. Xavi e Messi voltaram a brilhar mas a experiência tática do AC Milan não permitiu nenhum golo na baliza de Abbiati.

messiv

O AC Milan impôs ao Barcelona um empate a 0-0 na primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Depois de uma primeira parte com muitas oportunidades de golo, os italianos souberam conter a avalanche ofensiva do Barcelona na segunda parte e acabaram por anular os catalães.

O registo do AC Milan em casa frente ao Barcelona não era positivo, com os catalães a apresentarem três vitórias e um empate no currículo. Com o regresso de Alessandro Nesta ao eixo da defesa, o AC Milan começou o encontro com Robinho e Ibrahimovic na frente.

Pep Guardiola apostou em Seydou Keita e Sergio Busquets no centro do terreno e deixou Fàbregas fora do onze inicial em S. Siro. Alexis Sánchez partilhou o ataque catalão com Messi mas foram os italianos a abrir as hostilidades logo aos 2’ minutos por Robinho.

O avançado brasileiro surgiu no coração da área catalã com espaço e sem marcação mas o remate acabou por sair por cima da baliza de Valdés. 

messi hh

O Barcelona reagiu de imediato ao lance de perigo do adversário e respondeu pelo inevitável Messi que num remata cruzado obriga Abbiati a defesa incompleta. Na recarga surge Dani Alves mas o remate do lateral sai ao lado.

Depois de equilibradas as situações de golo para ambos lados começou então o futebol espetáculo do Barcelona em S. Siro. O carrossel mágico constituído por Iniesta, Messi e Xavi rodava a bola no meio-campo do AC Milan, apoiado por Seydou Keita e Sergio Busquets. Os catalães instalaram-se no terreno e as oportunidades iam surgindo, umas atrás das outras.

Depois de ver um golo anulado a Messi e de ficar um penalti por assinalar a Alexis Sanchéz, o AC Milan respondeu por Ibrahimovic aos 19’ minutos. Seedorf rasga a defesa catalã com uma assistência perfeita para o avançado sueco mas o lance acabou por morrer numa grande defesa de Valdés.

Aos 25’ minutos, Xavi isola-se, após uma tabela com Messi, mas o remate acaba por ser parado por Abbiati. O Barcelona pressionava o AC Milan e aos 31’ minutos, numa grande jogada de futebol, Xavi volta a criar perigo com um grande remate, após assistência de calcanhar de Alexis.

Apesar de uma primeira parte de grande nível, o marcador registava um nulo com o Barcelona a terminar com 65% de posse de bola e 351 passes completos, quase o dobro dos 148 do AC Milan. Em matéria de remates, a equipa de Guardiola liderava com nove remates (quatro ao alvo) contra apenas cinco do AC Milan (dois ao alvo)

barce

No segundo tempo, as oportunidades de golo foram mais escassas com a equipa do AC Milan a conseguir anular alguns dos jogadores nucleares do Barcelona. Pep Guardiola tirou Iniesta aos 65’ minutos e lançou Tello.

O Barcelona voltou a estar perto do golo apenas aos 77’ minutos com Messi a rematar com perigo mas uma muralha milanesa desviou a bola da baliza de Abbiati.

Com o cronómetro a caminhar rapidamente para o final, o Barcelona voltou à carga por Messi. O argentino provocou o caos na área do AC Milan mas Abbiati opôs-se ao remate de Messi. Na regarca, Tello tentou o golo mas Antonini, providencial, desviou o remate.

O árbitro ainda deu três minutos de desconto mas o resultado manteve-se 0-0.

Com este resultado, a decisão pelas meias-finais entre Barcelona e AC Milan vai decidir-se na próxima semana em Camp Nou.


© ÓrbitanewsSport 2011