Amarelos

Presidente do Bayern apela à UEFA para alterar regra


A FIFA mudou a regra antes do Mundial da África do Sul, em 2010.

O presidente do Bayern Munique, clube alemão que vai estar na final da Liga dos Campeões em futebol com os ingleses do Chelsea, apelou hoje à UEFA a alteração da regra de acumulação de cartões amarelos.

bavern


Karl-Heinz Rummenigge fez o pedido ao organismo que superintende o futebol europeu, depois de os jogadores do Bayern Munique David Alaba, Holger Badstuber e Luiz Gustavo terem visto cartões amarelos que os afastam da final, a 19 de maio, em Munique.


«Estou solidário com os nossos três jogadores que receberam o terceiro cartão amarelo [no segundo jogo da meia-final com Real Madrid, na quarta-feira] e que estarão suspensos na final», disse Rummenigge, acrescentando que «a regra devia ser discutida e provavelmente mudada, mesmo que não possa ser já».


Rummenigge sugeriu que a UEFA possa copiar a regra utilizada nas fases finais do Campeonato do Mundo, em que «os cartões amarelos são anulados após a fase de grupos».


Na terça-feira, no encontro do Chelsea com o FC Barcelona, em Camp Nou, que terminou com empate 2-2 e apurou os ingleses para a final, também três jogadores da equipa londrina - Ramires, Ivanovic e o português Raul Meireles - foram admoestados com o terceiro cartão amarelo de uma série.


O capitão do Chelsea também foi alvo de ação disciplinar, tendo-lhe sido exibido o cartão vermelho, afastando-o igualmente da final em Munique.


Apenas a comissão da UEFA encarregada pelas competições entre clubes pode modificar a regra, que, salienta a France Presse, não pode intervir antes de 19 de maio e do encontro de atribuição do título de campeão europeu.


© ÓrbitanewsSport 2011