Barcelona 2-2Real Madrid

'Remontada' esteve perto, mas é Barça a seguir em frente


Um jogo alucinante. Real Madrid recuperou de uma desvantagem de 2-0, empatou 2-2 e esteve à vista a ‘remontada’ histórica, com o Real a ver ainda uma golo anulado. Merengues 'caem' em Camp Nou, mas de pé.

barc rm

A ‘malapata’ do Real Madrid está longe de ser quebrada e, mais uma vez esta quarta-feira, o Barcelona saiu vencedor pela sexta vez na era Mourinho. Os catalães seguem para as meias-finais da Taça do Rei com um resultado final de 4-3, depois do empate a dois esta quarta-feira, na segunda-mão dos quartos de final da prova.

Os merengues entraram com tudo, o Barça ficou a ver jogar e nem com as ‘abébias’ de Pinto, o Real lá chegou. A bola não entra. A mais flagrante na primeira parte pertenceu a Ozil. A cerca de 30 metros da baliza, decorridos 26 minutos, o médio alemão desferiu um potente e colocado remate, só travado pela barra da baliza blaugrana. Na jogada seguinte, Pinto decidiu mostrar que joga com os pés e ofereceu a possibilidade de golo a Higuain. O avançado argentino rematou ao primeiro poste e Pinto já lá estava.

O Real Madrid dominava, como se disse, mas foi o Barcelona a marcar. Dois de rajada. Primeiro Pedro, que substitui Iniesta à meia hora de jogo, a ser servido por Messi, que levou cinco consigo e deixou o colega livre. Depois, Dani Alves, na sequência de um livre direto e a bola a chegar aos seus pés, rematou forte, sem hipóteses para Casillas. O Real foi para o intervalo a perder por 4-1, já contando com o resultado da primeira mão.

À entrada para o segundo tempo e com um resultado mais do que negativo para inverter, o Real Madrid foi tentando fazer o mesmo que na primeira parte, agora perante um Barcelona ainda mais confiante. Desafio que se mostrou mais complicado até Sergio Ramos introduzir a bola na baliza. O árbitro, no entanto, sentenciou que o defesa estava fora de jogo no momento da cobrança do livre.

barc rm2

Com Higuain a mostrar cansaço, Mourinho colocou Benzema, o que se mostrou , pouco depois, muito útil.

Pouco depois da entrada do francês, aos 68’, Ronaldo conseguiu o seu terceiro golo ante o Barcelona. Grande passe de Ozil, a rasgar, o português a tirar Pinto do caminho e, calmamente, a colocar a bola na baliza. Quatro minutos depois, Benzema passou por Puyol com muita classe e rematou forte, sem hipóteses para Pinto.

Do outro lado, Messi já depois do minuto 80 quase marcou, num remate potente à entrada da área.

Aos 89’, Sergio Ramos viu o segundo amarelo numa disputa de bola com Busquets, discutível de ser passivel de cartão, fazendo com que o Real Madrid voltasse a acabar um jogo com o Barcelona com 10 jogadores.

O Real Madrid, atual detentor da Taça do Rei, sai da prova em Camp Nou, com um resultado final de 4-3.


© ÓrbitanewsSport 2011