Atl. Madrid 1-4 Real Madrid

Ronaldo é sinónimo de magia e três pontos

Cristiano Ronaldo (40 golos) ultrapassa Lionel Messi (39) na lista de “pichichis”, ao fazer hat-trick no Vicente Calderón.

crona

O Real Madrid venceu, esta quarta-feira, o Atlético de Madrid por 1-4, em jogo da 33.ª jornada do campeonato espanhol, disputado no Estádio Vicente Calderón. O português Cristiano Ronaldo fez hat-trick e Callejón marcou o quarto dos merengues. O ex-portista Falcao marcou o único tento dos “colchoneros”. Líder Real Madrid volta a aumentar vantagem para quatro pontos sobre o Barcelona. 


Com os portugueses Tiago, do Atlético, e Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, do Real Madrid, a formação orientada por José Mourinho estava obrigada a vencer este dérbi madrileno depois de o Barcelona, segundo classificado, ter goleado, ontem, o Getafe por 4-0.


Antes do primeiro golo de Cristiano Ronaldo, a partida estava ser muito disputada pelas duas equipas, mas o “tiro” do internacional português abalou os ânimos no Vicente Calderón.


Aos 25 minutos, na sequência de um livre direto, a 30 metros de distância da baliza,Cristiano Ronaldo foi implacável na execução e enviou uma verdadeira “bomba” que só parou porque encontrou as redes da baliza. Courtois ficou colado ao chão.


Depois do golo, quando se esperava um maior domínio dos merengues, acusados da pressão imposta pela Barcelona, a partida voltou a ficar equilibrada. Isto porque o Real acusou algum nervosismo nos instantes finais da primeira parte com as investidas dos “colchoneros”.


A tranquilidade que o Real Madrid precisou nos instantes finais do primeiro tempo, surgiu depois do intervalo. A entrada de Ozil veio reforçar a confiança dos merengues, pelo menos para conservar a vantagem.


Mas quem tem Falcao em campo – e os portugueses sabem disso – espera-se de tudo, e o avançado colombiano não perdoa dentro da área. O Real já devia saber. Numa boa jogada coletiva perto da grande área, Adrián centrou para o coração da pequena área, a bola passou por Coentrão e Sergio Ramos, e surgiu o ex-portista a cabecear para o empate.


Aos 68 minutos, Cristiano Ronaldo voltou a fazer magia na casa do adversário, com um remate fora da área, novamente sem hipóteses para o guardião do Atlético. A celebração do internacional português voltou a ser com a exibição da coxa.


Já nos últimos dez minutos, o árbitro Carlos Ferreiro assinalou grande penalidade a favor do Real, por ter visto Higuaín a ser derrubado na grande área. Na conversão, CR7 não falhou, chegando assim aos 40 golos esta temporada.

No quarto golo, Cristiano Ronaldo assistiu José Callejón para selar o marcador em 1-4. 

Antes de visitar o Camp Nou, para defrontar o Barcelona na 35.ª jornada do campeonato espanhol, naquela que será uma grande final, o Real Madrid recebe o Sporting de Gijón, equipa que luta para permanecer no escalão principal.


© ÓrbitanewsSport 2011