V. Guimarães 2-2 Olhanense

Guimarães deixa-se empatar pelo Olhanense


Equipa minhota esteve a vencer por 2-0 mas a formação de Olhão conseguiu empatar a partida.

Vitória de Guimarães e Olhanense empataram hoje (2-2) na 23.ª jornada da Liga de futebol, tendo os algarvios recuperado de uma desvantagem de dois golos em dois minutos e jogado os últimos 15 minutos com 10 jogadores.

guima olha


O resultado penaliza uma equipa da casa mergulhada numa grave crise financeira (os jogadores deram um ultimato à direção demissionária para pagar até segunda-feira os três meses de salários em atraso) e que foi incapaz de segurar uma vantagem de dois golos alcançada ainda na primeira parte, e premeia a reação e a eficácia dos algarvios no início do segundo tempo, atenuando a péssima primeira parte que realizaram.


Na luta pelo sexto lugar, os de Olhão ganham vantagem no confronto direto no caso de um eventual empate pontual entre as duas equipas no final do campeonato, porque venceram em casa, na primeira volta.


Com o seu treinador, Sérgio Conceição, na bancada a cumprir castigo, o Olhanense entrou melhor e, logo aos dois minutos, Ismaily teve um grande remate que saiu apenas um pouco ao lado.


Contudo, foi o Vitória a inaugurar o marcador na primeira vez que chegou à baliza adversária: centro de Nuno Assis da direita, Fabiano defendeu defeituosamente para a frente e Urreta, muito rápido, empurrou para o fundo da baliza, fazendo o seu primeiro golo na temporada (07 minutos).


O Vitória de Guimarães voltou a criar muito perigo aos 20 minutos, quando Urreta cruzou da direita e Edgar se preparava para fazer o segundo, mas Mexer cortou no limite.


O Olhanense não existia ofensivamente e foi novamente o Vitória a desperdiçar uma boa oportunidade, agora por João Alves, no coração da área, após assistência de Nuno Assis (39), rematando muito por cima.


O segundo golo, por Defendi, de cabeça, após canto de João Alves, foi o corolário desta melhor exibição vitoriana (41) neste período.


Na segunda parte, Rui Duarte entrou para o lugar de Vítor Vinha e mexeu com o jogo, fazendo pender a iniciativa atacante para o Olhanense e em apenas dois minutos a turma algarvia anulou a desvantagem no marcador.


Primeiro, foi Dady, isolado por um toque de cabeça de Wilson Eduardo, a desviar a bola de Nilson (54) e, no minuto seguinte, coube ao avançado emprestado pelo Sporting marcar: cruzamento do lado direito de Salvador Agra e Wilson Eduardo, de primeira, a rematar cruzado, perante a passividade de Alex.


O jogo decaiu de qualidade e o Olhanense passou a jogar com menos um jogador a partir dos 76 minutos devido à expulsão de Cauê (viu dois cartões amarelos em sete minutos), mas o Vitória não conseguiu aproveitar a superioridade numérica, apesar de Rui Vitória ter reforçado o ataque com a entrada de Soudani.


© ÓrbitanewsSport 2011