V. Guimarães 1-0 Nacional

Edgar dá vitória ao Guimarães

Guimarães feliz vence Nacional perdulário com penalti de Edgar.

guimar

Um golo de Edgar, na marcação de uma grande penalidade, deu hoje um importante triunfo ao Vitória de Guimarães sobre o Nacional (1-0), na abertura da 17.ª jornada da Liga de futebol, realizada em Guimarães.

O único golo da partida surgiu apenas aos 78 minutos, num penalti a punir uma falta de Danielson tão escusada como verdadeira, que comprometeu uma boa exibição do Nacional, a melhor equipa em campo e a que criou mais e melhores ocasiões de golo durante todo o jogo. 

Numa semana marcada por denúncias de salários em atraso na equipa minhota, o Vitória alcançou um importante triunfo sobre um adversário direto na luta por um lugar nas competições europeias na próxima época, aumentando para quatro os pontos de diferença para com os insulares. 

No Nacional, nota para a titularidade de três reforços de inverno - Marçal, Moreno (um regresso a Guimarães) e Keita -, enquanto na equipa da casa o destaque vai para a estreia no "onze" do defesa central brasileiro Defendi em jogos do campeonato.

O Vitória podia ter marcado logo aos 10 segundos quando Paulo Sérgio, servido por Edgar, rematou de pronto, mas Vladan impediu-o, com uma grande defesa.

A partir daí, o Nacional tomou conta do jogo e depois de um primeiro aviso de Keita (03), Claudemir atirou ao poste na marcação de um livre direto (07).

Aos 29 minutos, o Vitória reagiu e criou um lance confuso na área adversária com Edgar em foco, mas aos 35, Diego Barcellos, isolado, podia ter marcado para os visitantes, não fosse uma grande defesa de Nilson.

Do outro lado, foi também o guarda-redes a destacar-se, aos 37 minutos, não se deixando atraiçoar por um cruzamento de Alex.

Na segunda parte, foi o Nacional a primeira equipa a desperdiçar uma clara ocasião de golo na sequência de uma boa jogada ofensiva iniciada por Claudemir: Diego Barcellos centrou já na área, mas Keita, na pequena área, sem qualquer oposição e com a baliza escancarada, rematou por cima (57).

A partida "dava" mais Nacional e, aos 64 minutos, o recém entrado Oliver rematou com muito perigo depois de um corte defeituoso de Defendi.

Pouco depois, entrou em campo o extremo uruguaio Urreta, fazendo a sua estreia em jogos oficiais pelo Guimarães depois de várias lesões, mas foi o Nacional a estar outra vez mais perto de marcar, com Nilson a garantir a inviolabilidade das suas redes perante Barcellos (72) e Rondón (76). 

Seria, contudo, o Vitória, em contra a corrente, a marcar, por Edgar (nono golo no campeonato), de grande penalidade, que puniu um agarrão de Danielson sobre o ponta de lança brasileiro (78), garantindo três preciosos pontos.


© ÓrbitanewsSport 2011