Sporting 1-0 Benfica

Garras afiadas afastam águia do título


Leão holandês come girafa. Ricky van Wolfswinkel foi o herói do dérbi da 26.ª jornada.

woifsvinkel

O Sporting venceu o SL Benfica por 1-0, no jogo que terminou a 26.ª jornada do campeonato nacional. O único golo do dérbi da capital foi marcado por Ricky van Wolfsvinkel na conversão de uma grande penalidade mas o resultado podia ter sido mais volumoso, não fosse Artur.

Um dérbi é sempre um jogo de especial. As gargantas dos adeptos gritam mais alto e a bancadas vestem-se a rigor para vibrar com as equipas em campo, independentemente do lugar que ocupam na tabela classificativa.

Do lado dos anfitriões, Sá Pinto não apresentou grandes surpresas no onze titular do Sporting enquanto o Benfica de Jorge Jesus voltou a contar com Luisão e Garay no eixo da defesa. Artur Soares Dias foi o árbitro que deu o apito inicial e saiu com a bola o Sporting.

A jogar perante o seu público, os leões deviam aos seus adeptos uma exibição de luxo frente ao eterno rival. Apesar de ter pertencido ao SL Benfica a primeira situação de perigo do jogo, foi o Sporting quem jogou mais argumentos em campo para alcançar o golo na primeira parte.

Aos 6’ minutos, Matías Fernandez surge na área de Artur e mas o remate do chileno sai ao lado. Aos 11’ minutos cabe a João Pereira visar a baliza de Artur mas o remate forte do internacional português é parado pelo guarda-redes encarnado. O meio-campo leonino destacava-se por intermédio de Elias e Schaars, não permitindo que Rodrigo pudesse fazer estragos.

Os jogadores do Sporting tinham ordens específicas de Sá Pinto para rematar sempre que tivessem espaço, independentemente da posição que ocupavam no terreno de jogo, e Capel, aos 14’ minutos, tentou a sua sorte num grande remate de longe que saiu ao lado.

rick vwo

O SL Benfica respondeu com um remate de Javi Garcia aos 16’ minutos mas Rui Patrício opôs-se com classe ao remate do espanhol. No minuto seguinte, Ricky van Wolfswinkel surge isolado na área do SL Benfica e cai. O árbitro não tem dúvidas e assinala grande penalidade para o Sporting por considerar que Luisão puxou o avançado holandês. Chamado à conversão, o lobo não se fez cordeiro e Alvalade vibrou com o 1-0 para o Sporting.

O Sporting adiantava-se no marcador e materializava a sua superioridade em campo. A equipa de Jorge Jesus não conseguia impor-se no meio-campo e tentava explorar as alas, sem consequências práticas.

Antes do intervalo, o SL Benfica ainda criou perigo por intermédio de Gaitan mas o Cardozo não deu a melhor sequência ao cruzamento do argentino. O árbitro deu dois minutos de compensação antes do intervalo mas o resultado manteve-se inalterado.

No segundo tempo, Jorge Jesus lançou Yannick Djaló para a saída de Rodrigo e o ex-jogador do Sporting voltou a ouvir os assobios das bancadas de Alvalade.

Aos 52’ minutos, o SL Benfica esteve perto de empatar a partida mas Insúa tirou a bola em cima da linha de golo, negando o golo a Maxi Pereira. A equipa encarnada parecia querer regressar a jogo mas foi o Sporting quem respondeu de seguida com uma jogada de Izmailov a assistir Schaars, que em boa posição remata cruzado para defesa de Artur.

Se Wolfswinkel foi lobo na marcação da penalidade também foi cordeiro aos 60’ minutos, quando Javi lhe dá uma oportunidade de ouro para fazer o 2-0. O remate do holandês acabou por ser parado por Artur Moraes.

E já com Nélson Oliveira em campo, o Sporting voltou a estar perto do golo com uma autêntica bomba de Marat Izmailov a embater com estrondo na barra da baliza de Artur.

Tantas foram as oportunidades de golo desperdiçadas por Wolfswinkel. O avançado leonino voltou a estar perto do 2-0, aos 71’ minutos, mas o remate do holandês sai frouxo, já depois de ter ultrapassado Artur.

Nos instantes finais, o leão foi perdendo algum domínio territorial mas as águias não conseguiram aproveitar o fator aéreo para anular a vantagem no marcador. O resultado prevaleceu 1-0 mas os encarnados só não saíram de Alvalade com um resultado mais volumoso graças à grande exibição de Artur.

Com este resultado, o SL Benfica hipotecou a luta pelo título e permitiu ao FC Porto isolar-se mais ainda no primeiro lugar. O Sporting isolou-se na quarta posição do campeonato e ganhou um tónico extra para a disputa das meias-finais da Liga Europa com o Atlético de Bilbau.


© ÓrbitanewsSport 2011