Sporting 0-0 FC Porto

Leões e Dragões anulam-se em Alvalade



spo port

Sporting e FC Porto não foram além de um empate a 0-0 no clássico da 14.ª jornada.


O Sporting não conseguiu quebrar a invencibilidade do FC Porto no jogo da 14.ª jornada e continua a seis pontos dos campeões nacionais depois de um clássico cheio de emoção mas sem golos.

Foi num ambiente fantástico que Alvalade recebeu mais um clássico do futebol português entre Sporting e FC Porto. Domingos Paciência promoveu a estreia de Renato Neto com a camisola dos leões enquanto Vítor Pereira apostou em Djalma e Rodríguez no onze titular.

As equipas entraram em campo debaixo de uma nuvem de fumo, provocada pelas coreografias das claques leoninas, acentuando o carácter de clássico ao encontro da 14.ª jornada.

O médio do FC Porto, João Moutinho, regressou novamente a Alvalade para defrontar a sua antiga equipa e não foi poupado nos assobios. O internacional português manteve o sangue frio e foi dos seus pés que surgiu o primeiro lance de perigo aos 12’ minutos. Na sequência de um canto marcado por Moutinho, Maicon ao primeiro poste desvia de cabeça para defesa apertada de Patrício. 

O jogo ganhava desta forma o gatilho necessário para um grande espetáculo de futebol mas Wolfswinkel, aos 14’ minutos, não deu o melhor seguimento a um cruzamento milimétrico de Diego Capel, cabeceando por cima.

spo port2

Embalada pela moldura humana que marcou presença em Alvalade, a equipa do Sporting foi procurando assumir as rédeas do jogo e aos 27’ minutos quase inaugurava o marcador. Schaars bate um canto da direita para o segundo poste onde aparece Polga a cabecear para uma enorme defesa de Helton. Antes do canto, João Moutinho viu o 5.º cartão amarelo e fica fora do próximo jogo.

O FC Porto teve em Hulk a sua grande referência no ataque e aos 32’ minutos, o brasileiro, à entrada da área leonina, ganha espaço e remata cruzado com a bola a sair fraca e ao segundo poste com Belluschi a chegar ligeiramente atrasado para fazer a emenda.

Até ao intervalo o marcador registava um nulo que refletia o equilíbrio entre as duas equipas.

Na segunda parte, os treinadores foram obrigados a fazer alterações para desfazer o nulo no marcador. O segundo tempo começa com uma perdida incrível de Wolfswinkel que, após falha defensiva da defesa portista, em boa posição domina mal a bola e permite a recuperação de Otamendi.

Aos 55’ minutos, Moutinho lança Hulk na direita com um grande passe e o avançado portista obriga Rui Patrício a defesa difícil com um remate rasteiro cruzado. 

Hulk foi um dos homens mais inconformados da equipa portista e aos 77’ minutos introduziu a bola na baliza de Rui Patrício mas o lance foi anulado por fora de jogo.

A menos de dez minutos do fim do jogo, o Sporting teve a oportunidade do jogo para vencer mas Wolfswinkel falhou de forma infantil. Matías trabalha bem na esquerda e cruza atrasado para a pequena área onde primeiro Wolfswinkel falha de forma escandalosa e depois é Izmailov que consegue rematar contra Álvaro Pereira que em cima da linha evita o golo dos leões. O FC Porto reagiu de imediato com um grande remate de James Rodriguez à entrada da área com a bola a sair rente à trave.

Até ao final, nenhuma das equipas conseguiu desfazer o nulo no marcador com Pedro Proença a apitar para o final do jogo após três minutos de compensação. O FC Porto saiu de Alvalade invencível há 53 jogos e mantém a liderança provisória.


© ÓrbitanewsSport 2011