Sp. Braga 2-1 U. Leiria

SC Braga vence Leiria e fica a um ponto do FC Porto

Lima voltou a marcar e lidera a lista de melhores marcadores.

O Sporting de Braga venceu hoje pela 11.ª vez consecutiva na Liga portuguesa de futebol, ao bater em casa, na 22.ª jornada, a União de Leiria por 2-1, e ascendeu ao segundo lugar, ainda que provisoriamente.

scbraga

O registo dos "arsenalistas" no seu estádio impressiona - 10 vitórias e um só empate, diante do Benfica, 29 golos marcados e apenas sete sofridos - e ajuda a explicar o facto da equipa estar a lutar pelo título com portistas e benfiquistas.

O Braga tem agora mais três pontos que o Benfica, que só joga domingo em Paços de Ferreira, e está a um ponto do líder FC Porto, que empatou com a Académica.

Já a União de Leiria, que se apresentou muito defensiva (começou o jogo em 5x4x1), continua em último lugar e só na segunda parte mostrou vontade em jogar futebol, mas "acordou" demasiado tarde. 

O triunfo dos minhotos é inteiramente merecido, sobretudo pelo que fizeram na primeira parte, ainda que tenham mostrado algum excesso de confiança depois de ter chegado a 2-0 e terminaram a partida a defender a magra vantagem, como Leonardo Jardim exemplificou ao reforçar o meio campo com Djamal, retirando o extremo Ukra.

O Sporting de Braga começou o jogo a toda a velocidade e Lima podia ter marcado logo aos sete minutos, mas o desvio falhou por muito pouco. Pouco depois (16), um passe "suicida" de Shaffer isolou Lima, mas o melhor marcador do campeonato perdeu tempo e permitiu que Marco Soares impedisse que o seu remate chegasse à baliza.

Mesmo reforçada, a defesa da União de Leiria abria brechas por todo o lado e só Oblak impediu que Lima e Mossoró marcassem na mesma jogada (16).

scbraga u

Mas o golo bracarense não demorou muito mais: livre de Hugo Viana, a bola foi desviada e Elderson, ao segundo poste, serviu Douglão que, na pequena área e com a baliza escancarada, só teve que encostar (24).

Dez minutos depois, mais uma excelente oportunidade para o Braga, mas Oblak voltou a estar em evidência ao defender o chapéu de Lima e Ukra, com tudo para marcar, falhou a recarga. 

Mesmo na saída para o intervalo (45+2), a União de Leiria marcou, por Bruno Moraes, na sequência de um livre e de um primeiro desvio de Haas, mas o golo foi anulado - mal - por pretenso fora de jogo do avançado brasileiro.

A segunda parte começou praticamente com o segundo golo dos da casa: Ukra roubou a bola a Shaffer – num lance em que fica a dúvida se em falta - e ofereceu-a a Lima que, à saída de Oblak, não teve dificuldades em marcar o seu 17.º golo no campeonato (22.º em todas as competições).

Coincidência ou não, Manuel Cajuda, que já tinha alterado o esquema tático fazendo subir o improvisado central Marco Soares para o meio campo, retirou pouco depois o defesa esquerdo argentino emprestado pelo Benfica, que saiu do campo protestando com a decisão do treinador.

O Braga sentiu que o jogo estava ganho e baixou "armas", mas aos 62 minutos a União de Leiria reduziu, por Bruno Moraes, que desviou subtilmente de cabeça após um fantástico centro, de letra, de Niklas Barkrot.

A equipa leiriense acreditou que era possível chegar ao empate, mas foi o Braga a desperdiçar três boas oportunidades para "matar" o jogo, primeiro por Nuno André Coelho (73), depois por Lima (83) e finalmente por Hugo Viana (90+1), a última com uma grande defesa de Oblak.


© ÓrbitanewsSport 2011