Sp. Braga 0-1 FC Porto

Hulk trava sonho bracarense

Dragões têm agora cinco pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga e quatro sobre o Benfica, que só joga com o Sporting esta segunda-feira.


bra por

Num grande jogo de futebol, o FC Porto foi, este sábado, ao Estádio Axa, vencer o SC Braga por 0-1, em jogo da 26.ª jornada da I Liga. Hulk (55’) marcou o único golo do desafio.


Depois de ter perdido a liderança da I Liga no Estádio da Luz no fim de semana passado, o SC Braga regressou a casa para enfrentar o FC Porto. Para este desafio, o técnico Leonardo Jardim apostou na mesma equipa inicial que utilizou contra o Benfica.


Já Vítor Pereira, privado de Fernando, foi obrigado a utilizar Defour no setor mais recuado do meio-campo portista, acompanhado por Lucho e Moutinho.


Mas a grande surpresa nos Dragões foi a titularidade de Kléber no ataque, relegando Janko para o banco de suplentes, onde também estava Rolando.


O FC Porto entrou melhor em campo, com João Moutinho e Lucho a comandarem todo o caudal ofensivo portista. Do lado bracarense, Mossoró e Hugo Viana aguentavam como podiam a entrada em força do Dragão em Braga.


A partir do minuto 30, o jogo começou a ficar mais equilibrado com as duas equipas a disporem de boas oportunidades para fazer mexer os números do marcador. Lucho (11’ e 27’) foi o mais insistente dos azuis e brancos e Lima (28’) fez levantar os adeptos bracarenses das bancadas, após um passe soberbo de Hugo Viana - que carregou o futebol do Braga o tempo todo - com um remate cruzado mas com a bola a passar ao lado da baliza de Helton.


Perto do intervalo, Quim fez a defesa da noite, e possivelmente do campeonato, ao “voar” para parar um remate quase sem ângulo de Hulk perto da linha.

hulk-+


Ao intervalo, Vítor Pereira substituiu Kléber – cuja presença foi quase inexistente na primeira parte – por Varela, “empurrando” Hulk para ponta de lança. A estratégia montada pelo técnico do FC Porto deu resultado e o avançado brasileiro marcou aos 55 minutos o único golo na partida. Hugo Viana perdeu a bola e James assistiu de imediato Hulk que, com um remate cruzado e rasteiro, colocou a bola fora do alcance de Quim. 

Aos 59 minutos, Hugo Viana podia ter feito o golo do empate. Valeu a excelente intervenção de Maicon.

Quem também foi substituído, do lado do FC Porto, e não gostou, foi Alvaro Pereira por Alex Sandro. O lateral uruguaio nem cumprimentou Vítor Pereira e desferiu vários murros contra as paredes de proteção do banco de suplentes.

Nos últimos 10 minutos, Leonardo Jardim tentou de tudo para não voltar a perder, tirando do campo o médio Custódio e colocando o avançado Nuno Gomes. Já o FC Porto, mais recuado, tentava conservar a vantagem.


O SC Braga, que entrou como líder na ronda anterior, compromete a corrida pelo título de campeão nacional, quando faltam apenas quatro jornadas para o fim do campeonato e o FC Porto continua em boa posição para revalidar o título.



© ÓrbitanewsSport 2011