SC Braga

Jardim admite assumir luta pelo título

Mas só na parte final do campeonato português.

O treinador do Sporting de Braga, Leonardo Jardim, admitiu hoje que se a equipa estiver a lutar pelo campeonato de futebol nas últimas jornadas, poderá rever o objetivo e assumir a luta pelo título.

leonardo jardim

O Sporting de Braga pode ficar a apenas três pontos do líder Benfica se, na segunda-feira, vencer em casa o Vitória de Guimarães, sendo que na próxima jornada Benfica e FC Porto, os dois primeiros classificados, defrontam-se e a equipa minhota pode também tirar partido disso.

O discurso oficial dos "arsenalistas" continua a ser o de que o objetivo é ficar entre os quatro primeiros lugares e, depois, tentar a melhor classificação possível entre essas posições, mas, hoje, Leonardo Jardim admitiu que, se na fase final da Liga, a proximidade se mantiver, o Sporting de Braga pode assumir a candidatura ao título.

«Se me falar numa igualdade ou proximidade no final da época, acredito que possa existir uma reformulação [do objetivo], mas ainda estamos no segundo terço da temporada e nem eu nem o Braga gostamos de trabalhar nos `ses'», disse.

Sobre a perda de cinco pontos do Benfica nas duas últimas jornadas, considerou que demonstram que «o campeonato português é extremamente competitivo».

«Não existem vitórias antecipadas e as equipas que lutam pelos lugares da frente têm que preparar ao máximo todos os seus jogos, porque está cada vez mais difícil conquistar os três pontos em disputa», disse.

Em relação ao jogo com os vizinhos e rivais de Guimarães, o técnico frisou que a «vitória é o único objetivo» e notou que o menor tempo de recuperação de jogo para jogo - o Braga jogou na quinta-feira na Turquia para a Liga Europa - não será desculpa.

«É por isso que o Braga tem obrigações diferentes do Vitória. Nós temos o objetivo de sermos competitivos em todas as provas em que entramos e temos que estar preparados para isso», disse, desvalorizando ainda a ausência de Alan: «É um jogador com muita importância na nossa estrutura, em termos técnico-táticos e em termos de liderança dentro do grupo, porque ele é o nosso primeiro capitão, mas a nossa forma de estar é de não lamentar as ausências».

Jardim disse esperar «um jogo competitivo porque é um `derby' e o adversário é forte", mas a jogar em casa quer "dar continuidade» ao campeonato realizado «e vencer, respeitando sempre o adversário e a sua qualidade».

O técnico destacou as transições rápidas do Vitória e o ponta-de-lança Edgar como «um elemento essencial na sua construção do jogo».

Fez ainda um apelo aos adeptos bracarenses para que o estádio possa estar cheio, porque «pode ser decisivo, já que a parte emocional nestes jogos é muito importante».

O jogo começa às 20:15 de segunda-feira no Estádio Municipal de Braga e será arbitrado por João Capela, de Lisboa.


© ÓrbitanewsSport 2011