Rio Ave 2-2 Benfica

Benfica empata e entrega título ao FC Porto


Dragões sagram-se bicampeões nacionais, o 26.º título na história do clube azul e branco, com o Benfica a dar novamente uma "ajuda" para o feito do FC Porto.

riave be

O Benfica empatou, este domingo, a dois golos com o Rio Ave, em jogo da 28.ª jornada da I Liga, disputado em Vila do Conde. Atsu marcou primeiro aos 8 minutos. Os golos de Nolito (37’) e Cardozo (40’) deram a volta ao marcador mas Yazalde (51’) selou o resultado.


A duas jornadas do fim, o Benfica acaba de entregar o título de campeão nacional aos rivais da cidade do Porto. Mesmo que a equipa orientada por Vítor Pereira perca os dois últimos encontros e o Benfica vença os mesmos, os dois clubes terminam a temporada com os mesmos pontos e o FC Porto terá vantagem no confronto direto por ter empatado no Dragão e vencido na Luz.


Com a entrada de Witsel, que ficou de fora no último encontro a cumprir castigo, e a saída de Saviola a serem as únicas alterações na equipa inicial do Benfica, a primeira meia hora de jogo foi completamente dominada pelo Rio Ave em Vila do Conde.


O trio de ataque da formação de Vila de Conde, formada por Atsu, Yazalde e Kelvin, esteve imparável. Christian Atsu, jogador emprestado pelo FC Porto ao Rio Ave, inaugurou o marcador logo aos oito minutos após uma desatenção da defesa encarnada.


A equipa orientada por Carlos Brito continuou melhor no encontro até o golo do empate dos encarnados. Num lance de bola parada, Bruno César enviou a bola para a área vila-condense, onde Gaspar falhou o corte e Nolito aproveitou para estabelecer o empate.

ri-be


Em menos de três minutos, o Benfica fez a reviravolta no marcador, contando com a intervenção do árbitro Olegário Benquerença. O juiz de Leiria viu um derrube de Gaspar sobre Cardozo e assinalou castigo máximo. Na conversão, o paraguaio rematou com força e Huanderson nada pôde fazer.


Ao intervalo, o Benfica vencia e, a poucos quilómetros, os adeptos do FC Porto suspiravam, uma vez que uma derrota ou empate dos encarnados ditaria a conquista, pela segunda vez consecutiva, do título de campeão nacional para os azuis  e brancos.


No início da segunda parte, Jorge Jesus fez uma substituição, fazendo sair o médio Matic e colocando o avançado argentino Saviola.


O Benfica entrou no segundo tempo da mesma forma que o fez na primeira, bastante passivo, e o Rio Ave aproveitou para empatar a partida num cabeceamento de Yazalde aos 51 minutos.


Ao longo do segundo tempo, Jesus fez entrar Javi Garcia e Gaitán no encontro mas não conseguiu evitar o empate, oferecendo ao FC Porto a conquista do título de campeão nacional, o 26.º na história do clube azul e branco. Tal como na época passada, o Benfica volta a contribuir para a alegria dos azuis e brancos, uma vez que foi no Estádio da Luz que André Villas-Boas e os seus jogadores celebraram a conquista do título.


© ÓrbitanewsSport 2011