Rio Ave 1-0 Paços Ferreira

Rio Ave foge à zona de despromoção

Um golo solitário de João Tomás chegou para o Rio Ave derrotar Paços Ferreira.


rio ave

O Rio Ave venceu hoje o Paços de Ferreira por 1-0, com um golo apontado por João Tomás, na marcação de uma grande penalidade, em jogo da 14. jornada da Liga de futebol.

Com este triunfo, a formação de Carlos Brito foge aos lugares de despromoção, na semana que antecede a deslocação ao Estádio do Dragão, para defrontar o FC Porto, no fecho da primeira volta.

Num duelo de aflitos, que colocou frente a frente os dois últimos classificados da Liga, foi o Rio Ave a primeira equipa a criar perigo. A formação da casa esteve perto do golo logo aos 10 minutos, quando o defesa central Gaspar, na sequência de um canto, tentou emendar para o golo, sem sucesso.

Apesar do primeiro aviso vila-condense, as melhores oportunidades da primeira meia hora de jogo acabaram mesmo por pertencer ao Paços de Ferreira. A formação de Henrique Calisto criou uma mão cheia de ocasiões de golo.

Cohene rematou à barra, aos 13 minutos, seguindo-se, pouco depois, um cabeceamento ao poste do outro central pacense, Ozéia, salvo pelo guardião dos vila-condenses Huanderson, num lance em que ficaram dúvidas sobre se a bola terá ou não passado a linha de golo.

Certo é que, apesar das várias oportunidades pacenses, foi mesmo o Rio Ave a adiantar-se no marcador. O árbitro bracarense Jorge Ferreira considerou grande penalidade, num lance em que Backar terá derrubado na área o vila-condense Yazalde, e João Tomás converteu, fazendo o seu quinto golo nesta edição da Liga.

O Paços de Ferreira ainda chegou a introduzir a bola na baliza do Rio Ave, três minutos depois de se ver em desvantagem, num cabeceamento de William, mas Jorge Ferreira anulou o lance por fora de jogo do avançado brasileiro ao serviço dos "castores".

Na segunda parte, o jogo decresceu acentuadamente de qualidade e isso reflectiu-se nas poucas oportunidades de golo em ambas as balizas. Ainda assim, voltou a ser o Paços de Ferreira o mais perigoso, voltando a estar perto do golo num cabeceamento falhado à boca da baliza por Cohene, aos 63 minutos, e pouco depois, com Michel a cabecear à barra.

O Rio Ave ainda dispôs de uma grande penalidade já perto do final da partida, num lance que valeu a expulsão por acumulação de cartões amarelos a Tony, mas João Tomás, chamado de novo à conversão do castigo máximo, permitiu a defesa de Cássio.

Com este resultado, o Rio Ave sai da zona de despromoção antes da visita ao FC Porto, e o Paços de Ferreira fica ainda mais na cauda da tabela, com apenas oito pontos conquistados, quando falta uma jornada para o final da primeira volta. O técnico Henrique Calisto conta por derrotas os três jogos na Liga ao comando do Paços de Ferreira.


© ÓrbitanewsSport 2011