P. Ferreira 1-2 Benfica

Primeiro o susto, depois a vitória encarnada

Reviravolta na Mata Real permite ao Benfica subir à segunda posição, com os mesmos 52 pontos que o Braga e a um do líder FC Porto.

pf ben 2


O Benfica foi, este domingo, a Paços de Ferreira vencer por 1-2, em jogo da 22.ª jornada da I Liga, depois de ter estado a perder. Os dois golos encarnados foram apontados na segunda parte por Gaitán e Bruno César.


Para o desafio na Mata Real, e face ao último desafio, Jorge Jesus apostou em Nolito para o meio-campo encarnado, Saviola no ataque e Capdevila para a defesa, este no lugar do castigado Emerson. Rodrigo e Nico Gaitán começaram o encontro no banco de suplentes.


Após ter garantido a presença nos quartos de final da Liga dos Campeões, ao bater o Zenit por 2-0 no Estádio da Luz, o Benfica quebrou o ciclo de três jogos sem vencer para o campeonato, estando agora com os mesmos pontos que o Braga (52 pontos) e a um do líder FC Porto (53).


Na primeira parte, o Benfica entrou, como de costume, a pressionar o adversário mas as bolas iam-se perdendo a meio-campo. O Paços de Ferreira aproveitava para contra-atacar. Numa das respostas, chegou o golo pacense aos 28 minutos.


Manuel José fez um primeiro remate e Artur defendeu. Na recarga surgiu Michel que rematou forte para o fundo das redes. Estava feito o primeiro golo na Mata Real.


pf ben

Em desvantagem, a equipa de Jesus continuou a pressionar mas até ao intervalo não conseguiu reverter o resultado.


Nota para um derrube de Luiz Carlos a Bruno César na grande área aos 42 minutos, que o árbitro Bruno Esteves nada assinalou.


Na segunda parte, Melgarejo, referência no ataque pacense, atirou uma bola ao poste aos 49 minutos. O paraguaio, cedido pelo Benfica por empréstimo, esteve ainda envolvido num lance perigoso que Michel, autor do golo pacense, não conseguiu finalizar da melhor forma.


Nico Gaitán, que entrou no segundo tempo para o lugar de Nolito, foi o autor do primeiro golo encarnado aos 63 minutos num remate rasteiro. Cinco minutos depois, foi a vez de Bruno César finalizar com sucesso a conversão de um livre direto, ditando a reviravolta no marcador.

O Paços de Ferreira ficou a jogar com nove elementos depois das expulsões de Michel e Ricardo. 

Final do jogo e o Benfica sai de Paços de Ferreira com uma vitória moralizadora e importante depois de ter passado por um susto na primeira parte. Campeonato português continua ao rubro com Benfica e Braga a um ponto do FC Porto.


© ÓrbitanewsSport 2011