Olhanense 0-0 Sporting

Leão precisa de mudar de papa


Sporting segura quarto lugar, agora com os mesmos pontos do Marítmo. Treze são já os pontos para o primeiro classifcado.

olha spor

O Sporting empatou sem golos no terreno do Olhanense, em jogo que encerrou a 16ª jornada, e continua sem vencer em 2012.

O Olhanense, que contou com uma casa quase cheia, voltou a estragar a festa leonina ao conseguir dois empates em dois jogos para a Liga esta época. A equipa de Sérgio Conceição bateu-se bem e contribuiu para uma crise que se instalou de novo no ‘reino do leão’, que já vai no sexto jogo sem vencer.

Dado o apito inicial, cedo se percebeu que o jogo ia ser disputado a meio-campo, com as duas equipas a encaixarem demasiado bem e a ser difícil a ambas chegarem às balizas contrárias. ‘Muita parra e pouca uva’, já que só de bola parada quase se gritou golo em Olhão. Primeiro Matias, aos 12 minutos, a bater o livre à malha lateral, dando a ilusão de golo. Na jogada seguinte, falta do Sporting, livre batido para o coração da área e Cauê a imitar o chileno e a cabecear à rede lateral.

E esta não parecia ser a noite de Cauê. O avançado algarvio iria falhar mais duas vezes (24’ e 30’). Dois remates fortes, duas bolas ao lado. Salvador Agra, de partida para o Bétis de Sevilha, podia ter feito melhor aos 37’, quando depois de deixar preso à relva Insua, atirou ao lado.

lha sport

Do lado do Sporting, a espaços e quando conseguia chegar perto de Fabiano, podia ter feito mais. Capel rematou de primeira, Fabiano não agarrou à primeira, mas foi lá à segunda, sem dar hipótese à recarga de Jeffren.

Iniciado o segundo tempo, mais do mesmo. Algumas ocasiões de golo claras e as bolas a serem atiradas ao lado. Aos 49’, Yontcha atirou à trave, mas estava fora de jogo. No entano, Cauê fez o que quis da defesa leonina, rasgou o passe para o companheiro. Do outro lado, foram Polga (50’) a ver Fabiano defender um cabeceamento ao segundo poste, e Jeffren (53’) com o falhanço da noite. Grande jogada de Carrillo na esquerda, a oferecer ao espanhol que na cara do guarda-redes, atirou ao lado.

E se não fosse Rui Patrício, as coisas poderiam ter ficado negras para o Sporting a 15 minutos do final. Em dois minutos, o guarda-redes leonino conseguiu três defesas enormes: primeiro, a uma ‘bomba’ de Wilson Eduardo dentro da grande área e depois a remate de Yontcha, bem servido por Agra. A bola sobrou para Wilson Eduardo, que tentou o cabeceamento, com Patrício a chegar lá e a ceder canto. Desse canto acabaria por surgir o remate de Fernando Alexandre à trave.

Já nos descontos, foi de novo o Olhanense a criar perigo, com Yontcha a atirar à bola. Depois, no Sporting, à boca da baliza, Carrillo chutou mal e a bola saiu pela lateral. Ainda assim, o encontro terminou com os algarvios ao ataque.

Já não há muito que se possa dizer para explicar a falta de resultados do Sporting. Os leões recuperaram o quarto lugar ao Marítimo, embora agora com os mesmos pontos, e ficam a 13 pontos do líder Benfica, a 11 do FC Porto, segundo classificado.


  


© ÓrbitanewsSport 2011