Benfica 4-1 Nacional

Benfica mais líder goleia Nacional


Equipa da Luz somou a 100ª vitória com Jorge Jesus no comando.

O Benfica venceu o Nacional da Madeira por 4-1 em jogo da 18.ª jornada do campeonato e coloca pressão no FC Porto. Rodrigo bisou, Garay inaugurou o marcador e Cardozo completou obra-prima de Gaitán.

benfica-

A equipa do SL Benfica apresentou duas alterações importantes no onze inicial com a entrada de Matic para o lugar de Javi García e de Witsel para a posição de lateral direito. Jorge Jesus apostou no médio belga para colmatar a ausência de Maxi Pereira, castigado por acumulação de amarelos.

O Nacional apresentou-se no Estádio da Luz a jogar num 4x4x2 mais defensivo com muitas ausências devido a castigos e lesões.

Apesar do primeiro remate do encontro ter pertencido à equipa visitante foi o Benfica quem se adiantou no marcador na primeira ocasião que teve para fazer o golo. Aos 8’ minutos, Garay correspondeu da melhor forma a um cruzamento de Aimar na direita, para de cabeça fazer o 1-0. A bola sofreu um desvio nas costas de Matic e acabou por trair o guarda-redes Marcelo.

O domínio encarnado era evidente nos primeiros minutos de jogo, e Rodrigo, aos 11’ minutos, cruza para Nolito que no coração da área obriga Marcelo a uma grande defesa.

benfica---

Com um Pablo Aimar inspirado no meio-campo, a equipa do Benfica empurrou o Nacional para a sua área defensiva. Aos 21’ minutos, Gaitán arranca no lado direito, finta quatro adversários, e passa em trivela para Óscar Cardozo fazer o 2-0. O avançado paraguaio só teve de encostar para o seu 14º golo no campeonato.

Aos 27’ minutos, o árbitro Jorge Sousa entende que houve razões para assinalar grande penalidade após derrube de Diego Barcellos na área encarnado. Chamado à conversão do castigo máximo, Claudemir não desperdiçou a oportunidade de relançar o Nacional no jogo.

Mas o golo do Nacional não perturbou a equipa de Jorge Jesus. Apesar dos remates de meia distância de Keita, a equipa encarnada foi para cima dos madeirenses em busca de um resultado mais dilatado. 

Aos 39’ minutos, o SL Benfica acabaria por fazer o 3-1 por intermédio de Rodrigo que, após boa combinação com Nolito na esquerda, ultrapassa Marcelo e remata certeiro para o fundo da baliza.

Antes do intervalo, Aimar surge isolado no lado direito, após passe de Gaitán, mas o remate do número 10 saiu fraco e à figura de Marcelo.

As equipas foram para intervalo com o marcador em 3-1 depois de uma primeira parte muito bem disputada. Apesar do resultado, o Nacional apresentou sempre um jogo positivo.

No segundo tempo, Pedro Caixinha lançou dois jogadores em campo, tirando Todorovich e Skolnik por Juliano e Candeias. O médio ofensivo entrou bem no jogo e aos 49’ minutos cruzou tenso na direita para a área de Artur Moraes mas Keita chegou atrasado para a conclusão.

Aos 59’ minutos, Jorge Jesus fez a primeira substituição no Benfica, tirando Aimar e lançando Miguel Vítor para o lado direito da defesa encarnada. Witsel adiantou-se no terreno e passou a jogar no meio campo.

E foi sem o maestro argentino em campo que o Benfica chegou ao 4-1 por intermédio de Rodrigo. O internacional espanhol sub-20 surge aos 69’ minutos em boa posição e num remate cruzado ampliou a vantagem.

Era a festa nas bancadas no Estádio da Luz com o Benfica a aproximar-se de mais uma goleada esta temporada. O domínio encarnado era tão evidente que se ouviram vários “olés” das 53238 gargantas que marcaram presença na receção ao Nacional.

Aos 80’ minutos, Cardozo desperdiçou uma excelente oportunidade para bisar no encontro ao falhar uma grande penalidade.

A equipa do SL Benfica baixou a intensidade de jogo e acabou por gerir a vantagem de 4-1 até ao final. Com este resultado, Jorge Jesus somou a 100ª vitória ao serviço do Benfica. A equipa da Luz lidera agora o campeonato com 8 pontos de vantagem sobre o FC Porto que defronta no domingo a União de Leiria no Estádio do Dragão.


© ÓrbitanewsSport 2011