F1 Bahrain Vettel

«Foi uma corrida incrível»

O alemão venceu a primeira corrida desta época.

f1bah-vett1

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull), bicampeão mundial de Fórmula 1, ascendeu hoje à liderança do Campeonato do Mundo, ao impor-se no Grande Prémio (GP) do Bahrain, que decorreu sem incidentes, apesar do clima de forte instabilidade social.

Vettel, que partiu da “pole position”, liderou durante quase toda a corrida, resistindo à pressão do finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) nas últimas voltas ao circuito de Sakhir para se estrear a vencer em 2012, o que lhe permitiu assumir o comando do Mundial de pilotos.

O piloto germânico passou a totalizar 53 pontos após a quarta prova do campeonato, mais quatro do que o britânico Lewis Hamilton (McLaren), que partiu para o Bahrain na liderança do Mundial, mas caiu para a segunda posição, depois de se ter ficado pelo oitavo lugar.

«Foi uma corrida incrível. Consegui fazer um arranque muito bom e isso revelou-se decisivo, pois permitiu distanciar-me do pelotão, o que acabou por representar uma grande vantagem», observou Vettel.

A componente desportiva do GP do Bahrain foi ofuscada durante toda a semana pelos confrontos entre a polícia e manifestantes xiitas, em protesto contra a monarquia sunita governante, mas a corrida decorreu sem incidentes, sob forte medidas de segurança.

Na pista, Vettel completou as 57 voltas em 01:35.10,990 horas (média de 194,301 km/hora), batendo Raikkonen por 3,333 segundos, enquanto o francês Romain Grosjean, colega do finlandês na Lotus, foi o terceiro mais rápido, a 10,194 do bicampeão do Mundo.

Foi a primeira vez desde que um piloto francês subiu ao pódio de uma corrida de F1 desde 1998, altura em que Jean Alesi conseguiu idêntica proeza no GP da Bélgica, e foi também a primeira presença no pódio de Raikkonen, campeão mundial pela Ferrari em 2007, desde o regresso à disciplina rainha.

A 22.ª vitória da carreira do piloto alemão, aliada ao quarto lugar do australiano Mark Webber, terceiro colocado no Mundial de pilotos, permitiu também à Red Bull reforçar a liderança da classificação dos construtores, com 101 pontos, à frente de McLaren (92) e Lotus (57).


© ÓrbitanewsSport 2011